Doular é amar, é doar e acompanhar.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pintar ou não pintar os cabelos?

Na gravidez qualquer tratamento químico para cabelos pode deflagrar reações alérgicas mesmo nas mulheres que nunca tiveram esse problema antes.

Por quê? Na gravidez o corpo feminino se transforma ao sabor dos hormônios.

Na pele – maior absorção e com mais intensidade de algumas substâncias, aumentando as chances de irritação.

Nos pulmões - A tintura é volátil e pode deflagrar alergias respiratórias.

E para o bebê, quais são os riscos? Há controvérsias sobre o assunto. Uns defendem que as substâncias, como o chumbo, o alumínio e o cobre, poderiam, supostamente, levar a distúrbios neurológicos graves e à malformação do sistema nervoso central. Outros apostam nas modernas tinturas e tonalizantes defendendo que as mesmas não oferecem nenhum perigo à criança, já que aboliram os temidos metais pesados de sua composição. Outros mais precavidos alertam que os cosméticos são inócuos quando as condições de saúde estão perfeitas. Na gravidez, as variáveis são outras e não dá para prever as conseqüências. Alguns obstetras liberam o uso de tinturas após o 1° trimestre de gravidez e outros somente nas pontas dos cabelos.

Resumindo, é você quem vai avaliar as variáveis de sensibilidade do seu corpo e tomar a decisão que achar a mais adequada para você e seu bebê.

2 comentários:

  1. Oi Vanja,
    Passei para te parabenizar, pelo seu trabalho e pelo Blog: bela missão!

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Luisete, muito obrigada pela sua participação. O blog é uma forma de aprendizado interessante. Abraço.

    ResponderExcluir